FETRAF - SC - Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar de Santa Catarina
FETRAF - SC - Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar de Santa Catarina
Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras
na Agricultura Familiar de Santa Catarina
Atendimento
49 . 3329 8987
48 . 3024 2053
WEBMAIL

NOTÍCIAS


Fetraf-SC e Fórum das Entidades da Agricultura Familiar recebem homenagem


05/12/2019

A Câmara Municipal de Florianópolis concedeu nesta quarta-feira (04/12), o Diploma de Reconhecimento pelo trabalho realizado em prol da transição Agroecológica e o combate ao uso dos agrotóxicos a Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar de Santa Catarina e ao Fórum Estadual das Entidades da Agricultura Familiar.

A solenidade, proposta pelo vereador Marcos José de Abreu- Marquito homenageou pessoas e entidades que lutam por um mundo agroecológico, orgânico, justo e limpo para todos. A data escolhida remete ao dia 03 de dezembro, conhecido como Dia Internacional de Luta Contra os Agrotóxicos, que faz alusão à catástrofe de Bhopal, na Índia, em 1984, quando uma fábrica de agrotóxicos explodiu e cerca de 20 mil pessoas morreram, e deixou milhares feridos.

O vereador, Marquito, justificou em suas redes sociais a concessão do Diploma de Reconhecimento às pessoas e entidades como modo de parabenizar pelas ações já realizadas e potencializar a luta que está traçada daqui em diante. “O nosso mandato, tem como base principal a Agroecologia e neste ano, aprovamos a Lei que institui a Ilha de Santa Catarina como Zona Livre de Agrotóxicos. Florianópolis será a primeira cidade do país a pôr em prática esse tipo de legislação. Queremos que o Brasil siga o exemplo de Floripa e também se torne Livre de Agrotóxicos”, afirma.

O representante do Fórum Estadual das Entidades da Agricultura Familiar, Alexandre Bergamin agradece a homenagem concedida e parabeniza o vereador pela iniciativa de valorizar as entidades e pessoas que defendem um projeto de desenvolvimento sustentável e solidário, uma alimentação saudável e um cuidado com a vida das pessoas. “O Fórum das entidades tem esse compromisso da defesa da vida, de um projeto alternativo para agricultura familiar e se contrapõe a esse modelo que exclui as famílias do campo. Repudiamos os altos subsídios concedidos pelo estado brasileiro e de Santa Catarina as grandes multinacionais dos agrotóxicos. Defendemos políticas públicas e orçamentos que promovam uma agricultura sustentável, um campo com gente e uma alimentação saudável”, afirma.

Rita De Cássia Maraschin da Silva, representante da Fetraf-SC, também agradeceu a homenagem e comentou sobre o trabalho que vem sendo realizado pela Fetraf-SC em prol de uma agricultura familiar sem agrotóxico, uma construção de políticas públicas, ações e metas em torno da produção e consumo de alimentos saudáveis e sustentáveis. “Nosso maior desafio é que o estado garanta orçamento e entenda da importância desse alimento limpo e seguro. Que nossa sociedade entenda que sim, é possível produzir sem agrotóxico, sendo este um dos maiores desafios. Nossa luta é pra que tenhamos um produção/consumo que valorize a cultura alimentar dos povos, e se concretize a economia local e regional, de todos os povos e comunidades, valorizando assim a Agricultura Familiar. Comer é um ato politico”, conclui.


Fonte: Fetraf-SC







topo